Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de maio de 2020

ASSISTA A LIVE DE 30 ANOS DO ÁLBUM INCERTEZAS

Andei meio afastado do blog nos últimos dias, devido a alguns problemas para entrar aqui, mas não podia deixar de fora um assunto importante desse mês, a live de 30 anos do álbum Incertezas, que o. crítico e  pesquisador musical Ivisson Cardoso  (mais conhecido como Meu Caro Vinho) fez com a Patrícia no  dia 07/ 05. Conheço o Ivisson há um bom tempo (desde o início do Orkut, praticamente), e até enviei algumas matérias da época do lançamento do álbum para ele, para poder contribuir com a live, que foi divertídissima, com uma Patricia descontraída e contando vários detalhes que até eu desconhecia sobre o trabalho. A live foi transmitida pelo Instagram no perfil @omagodopop, que homenageia o genial Lincoln Olivetti, músico de trabalhos emblemáticos da MPB e soul brasileiro, e que participou dos arranjos dos primeiros trabalhos solo de Patricia (especialmente o Incertezas).

A live começou com Ivisson mostrando alguns discos para Patricia comentar, como o super reconhecido no exterior "Lincoln Olivetti & Robson Jorge" (1982), "Amoroso", de João Gilberto (1977), disco que tem Estate, "Fantasia" , de Gal Costa (1981), que tem "Tapete Mágico", "Xou da Xuxa" (1986),  que ela cantou "Miragem Viagem", além de seus trabalhos solo, priorizando as músicas que contaram com arranjos de Lincoln..

Sobre o primeiro trabalho, ela contou sobre a resistência que enfrentou.  por querer incluir uma música que desejava muito regravar, a bossa nova "Vivo Sonhando" (Tom Jobim), e que a faixa  chegou a ser chamada de dente podre do disco por executivos da gravadora. Sobre o "Incertezas", que era o principal tema da live, ela disse que foi o primeiro trabalho em que já pensava em mudar o esquema dos dois primeiros discos, e que pretendia fazer um trabalho mais pop, no estilo que estava sendo feito pela Janet Jackson na época, cantarolou trechos de "Incertezas", "Estrela Minha" e "Destino", super afinada e no mesmo tom da época (com "a voz indo "no coqueiro", como ela brincou), fazendo ótimos e divertidos comentários sobre as músicas. Os dois falaram ainda sobre a faixa que menos gostam do disco, "Meus Ídolos", e do quanto seus arranjos lembravam a música "Cinema", do Ice MC. ("Plágiooooo", se divertiu ela). Contou também sobre a participação do Ed Motta: "Eu era fã e ia em todos os shows dele, ele devia não aguentar mais me ver" e contou como foi fazer a gravação com ele  e como ele a apresentou grandes nomes do soul, como Marvin Gaye. E comentou ainda sobre a música "No Lugar do Seu Amor", de Carlos Rennó,  que não foi incluída no disco, mas que ela cantava nos shows, e sobre outras faixas que ele chegou a trazer para ela, que iriam para o seu quarto disco solo (que acabou não sendo lançado, com a saída dela da BMG), como músicas inéditas do gênio do soul Cassiano, de Arthur Maia, Cláudio Zoli  ("Dinheiro),, que ela acabou gravando no álbum " Ficar com Você" (1994),  seu primeiro trabalho com Nelson Motta.. "Eu nem sei onde está esse material", disse ela, para nosso desespero...

A live foi incrível e durou uma hora (que passou voando para nós, fãs),  mas infelizmente o trecho que viralizou foi o UM MINUTO que elá falou sobre a música "Doçura", do seu segundo disco solo  ("Patricia", 1988), que tem arranjos de Lincoln Olivetti, além de ter sido composta por ele,  en parceria com Robson Jorge e Mauro Motta. Ivisson e Patricia brincaram com o fato dela cantar meio que "gemendo" no fim das frases em algumas músicas no início da carreira solo. Foi quando ela citou que Xuxa também passou a fazer isso depois que ela fez voz guia para ela em uma música no LP Xou da Xuxa. Esse fato já é pra lá de conhecido pelos fãs da Patricia desde 1997 (primeira vez que ela tocou no assunto em uma entrevista), e ela já tinha voltado a comentar há uns três anos, sem a mesma repercussão. No espírito da brincadeira em que estava sendo feita em toda a live, ela imitou a apresentadora, com um jeito sensual. Foi o que bastou para que os fãs da apresentadora se revoltassem contra a Patricia, fazendo vários posts nas redes sociais a chamando de "falsa", "mal agradecida", entre outras ofensas piores, e ir inundar o Instagram de Patricia com comentários agressivos e até ameaças. E muitos desses comentários baseados só no trecho de um minuto recortado da entrevista, como se a live tivesse sido feita já no intuito de "debochar" da loira e até ignorando o outro trecho em que ela se diz agradecida a força que Xuxa deu a ela no início da carreira. O assunto foi tão repercutido por eles que o trecho do vídeo chegou até Xuxa, que respondeu, e que gerou resposta da Patricia também. Mas essa polêmica  já foi muito dissecada em sites e programas de fofocas na TV e não vou repetir aqui, está na Internet pra quem quiser ver. Da minha parte, só desejo que tudo se resolva entre elas e que consigam esclarecer o  mal entendido,  e acredito que todos deveriam desejar o mesmo, ao invés de incentivar inimizades. . O objetivo desse post aqui no blog  foi falar mais sobre o melhor que rolou nos 59 minutos maravilhosos que ninguém comentou sobre a entrevista e que, esses sim, foram incríveis. Fora o resumo que fiz, ainda tem muita coisa, vale muito a pena assistir, vou deixar o vídeo no fim da postagem.

Patricia se despediu falando sobre a importância de Lincoln Olivetti (o outro assunto importante da entrevista): ""Ele é o pai do pop no Brasil, um cara singular, que os músicos deveriam estudar, à frente da época, assim como o Emir Deodato  e o Robson Jorge. Esse é um disco que é aclamado lá fora, os gringos amam.  Todos que estudam música, que tocam teclado, deviam  estudar seus timbres. Ele era um gênio como Mozart ou Beethoven. Que sorte a minha ter entrado naquele altar de teclados dele".


Em tempo: Patricia falou mais uma vez sobre algo  que todos cobram dela: O lançamento dos seus primeiros discos nas plataformas digitais, afirmando que não depende dela e sim do interesse da gravadora em relançar o material. Na última vez que tentaram esse contato, a Sony Music  (que hoje detém dos direitos da BMG, que lançou os trabalhos na época) respondeu o email dizendo que "não havia interesse no momento". Aproveito para relembrar o que já tinha pedido aqui no blog: Vamos pedir nas redes sociais da Sony Music por esses relançamentos, mandar email... É preciso muito mais que os fãs mostrem interesse por esse material que a artista, eles precisam saber que há  interesse do público, e que haverá retorno do investimento. Quem sabe, a gente consiga. Sem união, não há resultados!

LINK PARA MENSAGENS E SUGESTÕES NO SITE:https://sonymusic.com.br/contatos/
INSTAGRAM SONY MUSIC: https://www.instagram.com/sonymusicbrasil ou @sonymusicbrasil
FACEBOOK: https://pt-br.facebook.com/sonymusicbrasil
TWITTER:  twitter.com/sonymusic

ASSISTA A LIVE DO INCERTEZAS AQUI:


Nenhum comentário:

Postar um comentário