Pesquisar este blog

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

30 ANOS PASSADOS A LIMPO

1982/1983 - Patricia está em praticamente todos os programas de calouros da época, de Chacrinha a Silvio Santos. Participa do Festival internacional da criança, no SBT, ficando em segundo. Só por curiosidade, Luciano, Juninho e Vanessa também  participaram desse festival.

1984 - Ela faz dupla com Luciano e lança o disco Clube da criança ao lado de Xuxa e Carequinha. O disco foi a estréia da apresentadora. O disco vendeu mais de 300.000 cópias e emplacou "É de chocolate" e "Carrossel de esperança".

1985 - Com a entrada de Juninho Bill está formado o Trem da Alegria. O disco emplaca as faixas "Uni-duni-tê" e "Dona Felicidade" e vende mais de 400.000 cópias. A cantora é selecionada para o Festival Internacional de Pequenos Cantores de Portugal e ganha o primeiro lugar com "Meu pequeno Tommy".

1986 - É lançado o maior sucesso do Trem da Alegria (vendeu 1.100.000 cópias) e emplacou vários hits como "He-man", ''Fera Nenem", "Na  casca do ovo" e "Zepellin". Ela ainda participa do vitorioso
disco Xou da Xuxa, cantando "Miragem Viagem", versão de "Black Orchid" de Stevie Wonder.

1987 - Ela participa de mais um disco do Trem, mas em poucas faixas, pois já preparava a carreira solo. Ainda participou com uma  composição própria, "Comigo ninguém pode" do disco Xegundo Xou da Xuxa. Grava seu primeiro disco solo, "Paty" que chega a 350.000 cópias com os sucessos "Festa do Amor" (tema da novela Bambolê) e "Te Cuida meu bem". Participa do´projeto de Sullivan & Massadas, cantando "Dê uma chance ao coração" ao lado de astros como Fagner, Sandra de Sá, Rosana e Roupa Nova.

1988 -  Participa do disco Xuper Xuxa contra o Baixo Astral cantando "Somos um só", em dueto com Luciano. Lança "Patricia", o segundo disco solo com "Certo ou errado", "Cedo demais" e "Doçura" e vende 250.000 cópias.

1989 - Participa da trilha da novela Vida Nova com "Amor é sempre amor". Faz um dueto com o ex-menudo Robby em "Paraíso".

1990 - Faz uma participação do disco O Papa é pop, dos Engenheiros do Havaí" em "A violência travestida faz seu trottoir" . No fim do ano lança "Incertezas", seu disco mais maduro até então, ainda com Sullivan & Massadas na produção, mas incluindo composições de Humberto Gessinger e Ed Motta. O disco traz os sucessos "Sonho de amor" e "Destino".

1991 - Participa da coletânea Adoniran Barbosa - O poeta do Bexiga, cantando a clássica "Samba italiano". Participa das trilhas do filme Inspetor Faustão e o Malandro, Salomé e Carrossel.

1992 - Patricia é convidada pelo produtor musical Marmoru Oshima para lançar um disco no Japão com clássicos da MPB e bossa nova. O disco sai de forma independente no Brasil. Ela aproveita para fazer shows alternativos, em paralelo a sua carreira como "O Tic tac do meu coração" e um show de blues com Tony Osanah e Celso Blues Boy. Participa também dos discos Nave mágica (com "Uitiro Urissuonga") , 25 anos de Trapalhões (com "Filhos de Chaplin") e o disco solo de Michael Sullivan (com "Leis do Coração"). Participa da trilha da novela argentina El arbol azul, cantando versões em espanhol de "Sonho de amor" e "Te cuida meu bem". Lança a coletânea de sucessos "As melhores de Patricia".

1994 - Patricia se alia ao conceituado produtor Nelson Motta e dá uma reviravolta em sua carreira. Muda o visual, o sobrenome artístico (acrescentando o "Marx") e o estilo musical que fica mais pop. Emplaca os hits "Quando Chove"(trilha sonora de A Viagem) e "Ficar com você" e vende 120.000 cópias.

1995 - Patricia grava uma música exclusivamente para a trilha de Malhação ("Espelhos D'agua", regravação de Dalto) e acaba se tornando um grande hit. A Polygram lança uma edição especial do CD "Ficar com Você" incluindo versões remix e "Espelhos D'agua". Lança ainda o CD "Quero mais", o mais diversificado da sua carreira e lança compositores promissores como Jorge Vercilo e Max de Castro e uma nova versão dos Jackson five, "Sei que você não vai". A música "Quero mais" entra na  novela Quem é você . O disco vende 70.000 cópias.

1996 - Participa dos projetos Forrobodó cantando uma nova versão de "Anunciação" de Alceu Valença, do disco Menino Maluquinho com duas faixas (Shirley Valeria" e "Festa do menino maluquinho") e do disco de Marcelo Augusto (com "Formas de amor").

1997 - Participa do projeto Casa da Bossa, cantando com Marcos Valle o "Samba de Verão".

 1998 - Lança o CD "Charme do Mundo" com releituras de clássicos dos anos 80, em ritmo eletrônico, bem antes do estouro de Bebel Gilberto. Apesar de ser um disco a frente do seu tempo, vendeu 20.000 cópias; Participa ainda do projeto Casa do Forró, cantando com Nando Cordel a música "Sabiá". Patricia conhece o futuro marido, o produtor e músico Bruno E.

1999 - Ela casa e engravida de Arthur, seu único filho. Grávida, faz uns shows alternativos cantando de Adriana Calcanhoto a Lulu Santos. Participa de um projeto cantando "Eu sou uma droga" com o Rap Sensation. É lançada a coletânea Millenium, com sucessos da nova fase.
.
2001 - Participa do projeto O Discurso, do marido Bruno E., cantando "I don't mind", e faz parcerias com nomes  interacionais como 4Hero em "Unique" e fica conhecida no cenário eletronico europeu.

2002 - Lança "Respirar", um disco eletrônico, com clima lounge e começa uma turnê com varios shows na Europa. Os destaques são "Despertar", "Submerso" e "Sem pensar". Participa ainda dos discos de Max de Castro, cantando "Os óculos escuros de Cartola" e de Mad Zoo e DJ Patife com versões remix de "Sem pensar" e "Demais pra esquecer".

2004 - Participa do projeto Muito soul cantando "Acima dos sete mares", uma música que mistura house e eletronica.

2005 - Lança o moderno "Patricia Marx", com um pé no nu soul, estilo muito em voga na Europa e ganha òtimas criticas por lá. Emplaca um sucesso em Londres, a "Burning luv". Faz uma nova turnê na Europa e no Japão. Participa de Alma Sessions, novo projeto de Bruno E., cantando "Claras revoluções", "Sons" e "Is love". Lança um remix de "Dias de sol".

2006 - Participa do disco de Tom Zé, Estudando o pagode cantando com Jair de Oliveira, cantando Prazer Carnal"

2008 - Realiza o show "Patricia Marx canta Billie Holiday e Elizeth Cardoso", com excelentes críticas.

2010 - Lança o album "Patricia Marx e Bruno E.", com um som que relembra as sonoridades dos anos 60 e 70, com elementos acústicos e parcerias com Osvaldinho da Cuíca e Xantone Blacq.

2012 - Está preparando CD e DVD comemorativo de 30 anos de carreira. Participa da trilha da nova versão de Carrossel, cantando Espelho.



Um comentário:

Raquel disse...

Uau! q historia linda. Nossa quantas informaçoes que eu nao sabia. Nem imaginava a quantidade de participações que a Paty fez com outros cantores e projetos. Seria legal juntar tudo numa coletanea né? E os registros das participações televisivas no chacrinha e do SBT e do festival da criança cade? sera q nem a Paty tem algo guardado pra compartilhar conosco desse periodo? parabens pelo texto esta belissimo, a Paty merece!