Pesquisar este blog

domingo, 26 de fevereiro de 2012

PATRICIA EMOCIONA EM SHOW DE 30 ANOS DE CARREIRA


Esse texto maravilhoso sobre o show da Patricia Marx no Tom Jazz foi escrito pela ELIANA DE CASTRO no blog Sensibilidade. Ela narrou perfeitamente o show e tudo que rolou no palco. O blog e esse aqui

http://sensibilidadedeelianadecastro.blogspot.com/2012/02/patricia-marx-30-anos-de-carreira-show.html

Com um visual retrô e envolta por sentimentos nostálgicos, Patricia Marx subiu ao palco do Tom Jazz para comandar o primeiro show da série comemorativa dos 30 anos de sua carreira. Uma boneca. Daquele tipo de porcelana que mantém-se intacta ao longo dos anos, mas que também não esconde sua raridade. E só bastou que ela cantasse duas frases para que o encanto que sempre causou inundasse toda a casa. Percepção de fã? Todos que estavam ali eram fãs. Patricia Marx abriu o show com a romântica “Espelhos D'Água”. Tiro certeiro! Ninguém mais tirou os olhos da moça. Acompanhada por três músicos, Patricia seguiu o repertório com “Gostava Tanto de Você”, a belíssima “Me Liga” e “Te Cuida Meu Bem”.


O charme mais sutil de Patricia Marx em cena foi a visível emoção por estar cantando este repertório. Como se tivesse abandonado há anos o que a consagrou, cantar hits que marcaram uma geração tornou-a vulnerável, o que era notável em notas mais agudas, aquelas que sempre soubemos que só Patricia conseguiria - o que deixou tudo ainda mais especial. O show prosseguiu com “Destino”, “Rock With You”, em homenagem ao seu ídolo Michael Jackson, “What’s Going On”, de Marvin Gaye, e “Festa do Amor”. O público se alegrou com timidez quando Patricia resgatou canções de infância como “Certo ou Errado”. Ali, depois de tantos anos, foi nítido que houve uma briga interna no íntimo de cada um. Como assistir ao show da melhor maneira? Vibrar e cantar canções como “Festa do Amor” do melhor jeito talvez seria um tanto ridículo, mas os sorrisos não escondiam o prazer de reviver tudo aquilo. Nem ela.


“Quando Chove” e “Dias de Sol” foram as últimas músicas do show de uma hora. Mas, como bem se sabia e esperava, o público tímido fez Patricia Marx voltar ao palco e, emocionada, travou em “Cedo Demais”. Patricia chorou. “Sonho de Amor” e “Ficar com Você” encerraram de vez esse resgate tão doce do passado de todos nós.


3 comentários:

ELANE, Mulher de fases! disse...

Amoo,qdo menina, parecia muito com ela e cantava tb, ganhei alguns festivais legais interprentando suas músicas, linda, saudade!
Elane Rebelo

Debora Alves disse...

Que bela narrativa. Uma pena eu não ter ido contemplar tamanha voz. Mas o texto me emocionou bastante.

pedro neto disse...

Ela tem que vir ao Rio nos prestigiar com esse show!! Meu corpo fica formigando só em pensar!!!