quinta-feira, 11 de julho de 2024

SHOW DO TREM DA ALEGRIA NO RIO DE JANEIRO

No dia 07 de setembro, a Festa Ploc apresenta Luciano Nassyn e Patricia Marx, cantando seus maiores sucessos e do Trem da Alegria, incluindo "É de Chocolate", "Piuí Abacaxi", "Uni DuniTê", "Espelhos D'Água", "Quando Chove", "Festa do Amor", "Ficar Com Você", "He- Man", "Thundercats", outros, no Clube dos Aliados, em Campo Grande, no Rio de Janeiro. 

Abertura dos portões às 20h

Nos intervalos os melhores djs das noites cariocas tocando o melhor dos anos 80'90'e 2000.

Vendas de ingressos nns lojas South, na secretaria do Clube dos Aliados e no site https://www.guicheweb.com.br/trem-da-alegria_31391

SERVIÇO:

CLUBE DOS ALIADOS 

07/09, a partir de 20h

Endereço: Estrada do Mendanha, 1025 - Campo Grande - RJ 

Telefone informações: 21964368945 (Dj Leandro Ramos) 

terça-feira, 9 de julho de 2024

PATRICIA MARX POSTA FOTO COM O FILHO E O AVÔ

Patricia Marx compartilhou fotos esse último final de semana com o filho Arthur e o avô José, e chamou atenção para o fato deles estarem em um momento em que cada um deles tem a exata metade da idade do mais velho: Arthur está com 25 anos, Patricia com 50 e o avô com inacreditáveis 100 anos, e com cara de garotão ainda. Família linda, né?




domingo, 30 de junho de 2024

PATRICIA MARX ANUNCIA CASAMENTO COM A NAMORADA

Em matéria publicada no GShow no dia 28 de junho (seu aniversário e, coincidentemente, Dia do Orgulho LGBTQIA+ também). Reproduzimos abaixo, a matéria da jornalista Ana Paula Bazolli:

“Eu sou a própria bandeira LGBTQIA+ e tenho orgulho de assumir meus desejos. É um caminho doloroso, solitário, mas depois que chega, meu bem, não tem para ninguém!", vibra Patrícia Marx como quem deu um grito de liberdade após assumir sua orientação sexual há quatro anos.

Com a certeza de estar feliz como nunca, ao lado da namorada Renata Pedreira, a cantora comemora seus 50 anos, nesta sexta-feira (28), Dia Internacional do Orgulho LBGTQIA+.

Famosa por integrar, na década de 80 e 90, o grupo infantil Trem da Alegria, ao lado de Juninho Bill e Luciano Nassyn, ela celebra ter nascido neste dia tão importante para a comunidade: “É uma coincidência maravilhosa do universo. Me assumi neste dia em 2020 e fui bem recebida. É uma comemoração dupla”, diz.

A dona dos sucessos "Espelhos D'Água", trilha de "Malhação", e "Quando Chove", de "A Viagem", conta que desde a adolescência sentia vontade de se relacionar com pessoas do mesmo sexo, mas tinha medo de não ter aprovação familiar.

A dona dos sucessos "Espelhos D'Água", trilha de "Malhação", e "Quando Chove", de "A Viagem", conta que desde a adolescência sentia vontade de se relacionar com pessoas do mesmo sexo, mas tinha medo de não ter aprovação familiar.

Após anos de desejos reprimidos, a artista agradece à psicanálise, que a ajudou a se assumir lésbica. Diante desse movimento, nada poderia ser mais natural do que oficializar a união com a mulher que colore seus dias. 

"Já moramos juntas há 3 anos e meio e me sinto casada. Nesse ponto, o relacionamento de mulheres é bem objetivo. Mas vamos oficializar no final de agosto. Vai ser discreto e só no civil para família. A gente prefere viajar”, explica.

A relação madura com Renata, após relacionamentos heteroafetivos, inspira Patricia. “Apesar de achar que eu deveria ter me assumido mais cedo, não tenho arrependimento. Não tinha condições psíquicas. Tinha muita projeção dos outros. Era a menina da bolha. Hoje tenho maturidade para ter uma relação mais tranquila e transparente. A melhor que já tive". 

Chegar aos 50 é transformador para Patrícia, que busca o tempo todo autoconhecimento: “É uma mudança radical. Nunca estive tão bem, não tinha noção do quanto estaria melhor ainda. Muito trabalho de análise, faço há mais de 10 anos, e sou muito empenhada de me trabalhar, me entender, sou muito corajosa.”

Para ela, a idade tem seu lado bom e outro nem tanto: “A maturidade traz mais clareza e menos paciência com gente que fica patinando, repetindo as coisas.”

A cantora começou a ter sintomas desagradáveis da menopausa há dois anos. Sentia dor no corpo, desânimo e falta de energia. Há seis meses, faz reposição hormonal e sua vida mudou para melhor. 

Emocionalmente, estou muito bem. Fisicamente, a gente sente as mudanças do corpo, menopausa, e isso é uma novidade para mim. Faço reposição e achei uma benção. Melhorei dos sintomas. Esse calor me deixava estressada, nervosa e agora estou no céu.”

Os cinquenta anos e a menopausa não influenciaram na vida sexual da artista, que acredita que o tesão está na mente: “A libido está muito mais na cabeça que no corpo. O hormônio dá um suporte importante, mas a gente tem algumas questões do inconsciente que levam a ter menos ou mais libido”,explica. "Em um relacionamento homoafetivo, entre mulheres, a cobrança de estar sempre com vontade, à disposição para o sexo, não existe, é zero. As mulheres estão cansando dos homens héteros e dessas cobranças".

Patrícia foi casada com o pai de seu filho, Arthur, de 15 anos, agradece o que viveu, mas enumera as vantagens de sua relação com Renata: “Não tem nada a ver com uma relação hétero. Tem várias coisas muito melhores. O entendimento das coisas, não precisa repetir, é quase telepático. A mulher já saca as coisas, a subjetividade está presente. Uma coisa que eu e Renata amamos é que a gente conversa muito, valoriza a companhia e tantas coisas que não consegui ter em um relacionamento hétero.”

"Tive algumas relações ao longo da minha vida com mulheres, bem rápidas. A Renata foi meu primeiro namoro. É a melhor relação que tive até hoje. Não tem ruído, é muito clara. Antes, eu tinha medo de falar, da explosão, de ser jogada para baixo.”

Patrícia conta que foi experimentar a liberdade plena após tornar público o seu namoro com Renata: “Assumir minha sexualidade foi uma grande libertação. Estava dando murro em ponto de faca. Eu já tinha essa vontade, sempre me chamou na adolescência e achava que era algo da minha cabeça, que era fantasia. Imagina? Na minha família? Fui trabalhando na análise e vendo que o caminho era esse.”

Quando se assumiu, Patrícia recebeu muitas mensagens e pedidos de ajuda nas redes sociais: “Mulheres disseram que tinham medo do pai, filho, família. Recebo mensagens do tipo: 'Me assumi e me inspiro em você'. Outras que querem assumir e não conseguem. É muita responsabilidade ser uma pessoa pública. Meu maior medo era a minha mãe. Ela teve uma educação rígida, religiosa. Hoje ela ama a Renata e diz que é filha dela.

"Um dia antes de postar, escrevi um texto para minha mãe, meu pai e meu filho. Meu filho disse que eu tinha que ser feliz. A gente cria muito medo do que vão achar e não tem jeito. Estou aqui e sou essa."

Foi no dia de seu aniversário de 46 anos que Patrícia decidiu não mais esconder sua orientação sexual. Fez um post nas redes sociais declarando seu amor, e respirou aliviada. "Pensei em virar monge, mas era fuga. Na análise, fui trabalhando esse novo momento e me abri para isso. Mudei cabelo, o visual começou a comunicar. Foi quando a Renata apareceu. Eu diria para mim aos 15 anos: vai fundo e segue seus desejos."

Como pedido de aniversário antes de apagar as velinhas, ela gostaria que o amor e a empatia se estendessem para além da sigla LGBTQIA+: "Todas as pessoas devem ser respeitadas. Essa é a grande lição desse século, conviver, respeitar e entender. Tenho consciência que eu, como pessoa pública, branca, cis e classe média, tenho um privilégio. Não seria assim se fosse uma mulher negra, periférica."

Cursando o primeiro ano de psicologia, a cantora se interessa pela psicanálise há tempos e tem vários cursos na área. Quando se formar, ela quer clinicar e ajudar pessoas.


"Não sou completa, não espero ser, a falta me faz buscar. Estou mais preenchida do ser do que do ter. Quando me chamam pra um programa de TV, vou com maior prazer, mas faço shows bem pontuais. Tenho muita demanda da faculdade e estou dedicada."

O Trem da Alegria continua na vida da artista. "Eu e o Luciano somos amigos. Umas quatro vezes ao ano a gente faz alguns shows do projeto Trem da Alegria Celebration. Cantamos os nossos maiores sucessos. É uma delícia e os fãs adoram."


Matéria publicada originalmente no GShow em 

sexta-feira, 28 de junho de 2024

PATRICIA MARX COMPLETA 50 ANOS

Hoje nossa querida Patricia Marx está completando 50 anos! Parabéns por 50 anos de vida, aprendizados e conquistas! 

Esse é um dia muito especial pra todos nós também, já que ela dedicou grande parte desses 50 anos à sua arte e a encantar nossas vidas com seu trabalho lindo e sua voz maravilhosa, que é um presente para o mundo! Assim como maravilhoso foi acompanhar aquela menininha se transformando aos poucos na mulher incrível, madura e inteligente que é hoje, temos muito orgulho de ser seus fãs! 

Que esse novo capítulo de sua vida seja repleto de saúde, amor e de realizações. E de muita música também, claro! Desejamos em dobro toda a felicidade que você sempre proporcionou a todos os seus fãs e pessoas que te amam. E amam muito mesmo, nunca esqueça disso!!! 

Parabéns, Paty!!! 🌹❤️🥳🎈

Pra homenagear essa data tão especial, preparei esse vídeo com alguns momentos dessa carreira tão linda até aqui, espero que gostem!



 

sexta-feira, 21 de junho de 2024

R.I.P. SCOWA (1955 - 2024)


No último dia 13/06, saiu de cena aos 68 anos, o músico e compositor Marco Antônio Gonçalves dos Santos, mais conhecido como Scowa. Ele fez sucesso nacionalmente em 1989, com a banda de black music Scowa e a Máfia (que emplacou os sucessos "Atropelamento e Fuga" e "Amigo do Amigo"). Porém, a carreira dele começou bem antes disso, em 1975, quando fez parte do Clube do Choro, e posteriormente tocou também nos grupos Sossega Leão, Gang 90 e Premeditando o Breque, entre outros. Em 2003, também passou a fazer parte do lendário Trio Mocotó. O artista sofreu uma parada cardiorrespiratória e estava internado na cidade de Botucatu (SP). Pessoas próximas diziam também que sua saúde já vinha debilitada, por conta de sequelas da Covid-19.

Scowa (ao lado do letrista Carlos Rennó) é também compositor de uma das músicas mais legais do álbum Ficar com Você, que Patricia Marx lançou em 1994: "Sem Preconceito", um funk genial que conta a história de um amor inter-racial. Pra quem não sabe, essa ela já era pra ter sido gravada desde o álbum Incertezas, em 1990, mas Patricia não pôde inclui-la no disco. Porém, pra nossa sorte, ela conseguiu gravar a música quando foi trabalhar com Nelson Motta. O vídeo com a música postado aqui é de um show em Cruzeiro (SP) e foi enviado na época pela Si de Castro , que estava lá, curtindo o show! Ele é o único registro que tenho dela cantando a música: 

Rennó postou uma homenagem ao artista citando Patricia e contando um pouco da história da música: "Pude desfrutar da experiência da amizade do Skowa, durante algum tempo entre os anos 1980 e 90. Foi num momento desse período que o convidei pra fazer comigo uma canção pra aquela que era então uma adolescente absolutamente excepcional como cantora: Patricia Marx. O resultado foi um funk, "Sem Preconceito", com direito a um rap no meio, com uma letra antirracista antecessora de canções mais recentes e radicais no tema. Minha letra remetia, tanto no título quanto nos versos finais ("Porque esse meu coração não tem cor"), a um samba maravilhoso de Wilson Batista, não à toa chamado "Preconceito".E também a outro clássico antigo, dos anos 30, de Ary Barroso e Luiz Peixoto, "Boneca de Piche" (citado por Caetano Veloso em "Eu Te Amo": "Da cor do azeviche, / Da jaboticaba.."). Patricia arrasou como costumava fazer e faz na interpretação. Viva Skowa!" 

Pra homenagear esse grande artista, vou deixar também o clipe do grupo Scowa e a Máfia, onde ele era o vocalista, cantando seu maior sucesso, "Atropelamento e Fuga",  em 1989.

segunda-feira, 17 de junho de 2024

RELEMBRANDO: TE CUIDA MEU BEM NO VIVA A NOITE

Vídeo novo no YouTube: Patricia Marx cantando "Te Cuida Meu Bem" no programa "Viva a Noite", que foi exibido no dia 24/05/1988. Na ocasião, o sucesso da música já estava consolidado e pode ser percebido pela empolgação do auditório, cantando em peso a música. O vídeo (com a imagem limpíssima) foi retirado de um post feito pelo canal SBT no YouTube, que vale muito a pena ser seguido pra quem é nostálgico e ama os programas antigos da emissora. Deixo aqui os links do vídeo só com a apresentação da Patricia, e para quem se interessar, o link do programa inteiro, com participações também do Roupa Nova, Elba Ramalho, Dominó e o concurso do Rambo brasileiro.

Patricia cantando "Te Cuida Meu Bem"

Ou assista o programa inteiro aqui:



quarta-feira, 12 de junho de 2024

40 ANOS, 40 DISCOS: É ASSIM QUE VOU TE AMAR (1996)

 #40anos40discos 

Música: "Formas de Amor" (Formas de Amor)  

Patricia Marx foi convidada pra participar de vários projetos no ano de 1996, entre eles, do quarto álbum do cantor Marcelo Augusto, intitulado "É Assim Que Vou Te Amar". Segundo o cantor na época, os dois já se conheciam há muito tempo e quando ele resolveu incluir a música "Formas de Amor" no álbum, o primeiro nome que ele pensou pra fazer um dueto foi o de Patricia. "É uma música eu já queria gravar, mas eu só gravaria se fosse com a participação dela. E ela me deu esse presentaço de participar desse CD, foi lá no estúdio e arrebentou", disse ele em uma apresentação que os dois fizeram cantando a música no programa Sabadão, apresentado por Gugu Liberato, nesse mesmo ano. Nesse programa, o apresentador ainda tentou forçar uma situação pra que os telespectadores pensassem que os dois estivessem namorando, mas nem os dois e nem o público compraram muito essa ideia... 

"Formas de Amor" é uma versão de uma música homônima do quinteto mexicano Caló. Além do mesmo título, os arranjos da versão também são praticamente idênticos aos da versão original. O grupo fez sucesso nos anos 90 cantando música pop, house, rap e principalmente dance music. Na época, chegaram a ser comparados com o grupo Ace of Base, e se formos julgar por "Formas de Amor", o estilo é muito parecido realmente. 

Além da participação no programa Sabadão,Patricia e Marcelo também cantaram a música no programa Domingo Legal, pouco tempo depois. A foto e a matéria que ilustram o post saíram na Revista Atrevida, lançada em agosto de 1996.  


ÁLBUM: É ASSIM QUE VOU TE AMAR (1996)

Música: Formas de Amor (Carlos Toro Montoro/ Christian de Walden/ Margaret Harris/ Max Di Carlo/ versão: Cláudio Rabello)

Intérpretes: Marcelo Augusto e Patricia Marx

Gravadora: Polygram 


quarta-feira, 29 de maio de 2024

PATRICIA MARX EM LANÇAMENTO DE LIVROS SOBRE PSICANALISTA HÚNGARO

Patricia Marx esteve presente no evento de lançamento dos livros "Obras do Sándor Ferenczi" e "Em Memória de Ferenczi", lançados pela INM Editora, que aconteceu ontem na Casa Húngara de São Paulo. Ela ainda postou fotos com a autora, a psicanalista húngara Judit Mészaros e da dedicatória que recebeu nos livros. 

Sándor Ferenczi (1873/1933) foi um psicanalista húngaro, famoso por suas experiências psicanalistícas, sendo também um dos colaboradores de Freud. 






sábado, 25 de maio de 2024

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 9

#FICARCOMVOCÊ30ANOS

Algumas votações populares em jornais e revistas mostraram que a reinvenção da carreira de Patricia Marx estava sendo bem vista pelo público. Nesse post mostramos duas votações: A primeira, entre o público adolescente da revista Capricho, que elegeu Patricia a cantora nacional do ano superando as já consagradas Marina Lima e Marisa Monte. E a segunda votação, feita entre o público mais adulto do Jornal do Brasil, deu a ela o terceiro lugar entre as revelações femininas do ano, atrás apenas de Cássia Eller e Zélia Duncan e superando Adriana Calcanhoto e Marisa Monte. Nenhuma delas era cantora revelação aquela altura, mas foram as mais votadas, provavelmente devido ao destaque que tiveram naquele ano. 


30 anos depois do lançamento do álbum "Ficar com Você", não há dúvidas: a parceria entre Patricia Marx Nelson Motta e Tuta Aquino na fase dela na Lux Music deu muito certo, principalmente nesse disco, que fez um grande sucesso. 

Nessa comemoração,  já vimos várias matérias e entrevistas da época sobre esse trabalho, mas agora vamos mostrar algo diferente: reunimos nesse vídeo, alguns trechos de entrevistas recentes dos três falando sobre esse trabalho! Com a palavra, Tuta, Nelson e Patricia! 

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 8

 #FICARCOMVOCÊ30ANOS

Com o sucesso da música "Espelhos D'água" na trilha de Malhação e nas rádios de todo o Brasil, Patricia Marx tinha mais um hit em sua carreira, mas que não estava em nenhum álbum seu, somente no da novela. O novo álbum ainda demoraria um pouco a ser gravado e a solução foi incluir a música em uma edição especial do CD, com as mesmas músicas do original, mas incluindo o tema da novela e dois remixes das músicas "Ficar com Você" e "Dinheiro". O êxito da música fez com que ela também fosse incluída depois como faixa bônus no álbum seguinte, "Quero Mais", para não frustrar os fãs que não tinham comprado a edição especial do "Ficar com Você". 

Voltando um pouco no tempo, não podemos esquecer que na época do lançamento do álbum ainda foi distribuído um disco mix promocional invendável, em vinil e CD, para ser executado nas rádios e ser tocado por Djs nas pistas. O disco inclui cinco diferentes versões da música "Ficar com Você" (uma lindíssima versão acapela, duas versões em hip hop, uma Instrumental e a versão original do disco. O mix também inclui "Quando Chove", na mesma versão do álbum. 


 


sexta-feira, 24 de maio de 2024

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 7

 #FICARCOMVOCÊ30ANOS 

Após os sucessos de "Quando Chove" e "Ficar com Você", dois singles foram escolhidos para divulgar o disco. O primeiro foi "Gostava Tanto De Você", um dos hits mais lembrados de Tim Maia. A versão de Patricia Marx, que segundo Nelson Motta, "une a elegância techno do 'New York Sound' ao soul carioca". Um trecho de outro sucesso de Tim Maia ("Você") aparece no final da música, combinando perfeitamente. Essa é a faixa do disco que mais combina com o estilo que Patricia iria cantar no álbum seguinte, "Quero Mais", que tenderia mais para o charm e soul que para a dance music. A música ainda ganhou um remix , que chegou a tocar na rádio  RPC, aqui no Rio de Janeiro. 

O outro single foi "Deixa Chover" (Vídeo 2 do post), o tal sucesso de Guilherme Arantes, que Patricia cantou no programa do Chacrinha, que aqui ganhou uma surpreendente e moderna versão house, a música mais dançante do disco. O próprio Guilherme gostou muito da releitura quando ouviu, e elogiou Patricia no seu especial no programa Por Acaso (Vídeos 3 e 4 do post) , que contou com a participação de Patricia em 25/01/94, bem antes do álbum ser lançado. 

A impressão é que o disco poderia ter sido muito melhor trabalhado pela gravadora, já que conta com várias músicas com muitas chances de sucesso. Patricia nos contou que quando foi gravar o programa Som Brasil, a equipe do programa adorou a música "Dinheiro" (que ela também cantou na gravação, embora não tenha ido ao ar) e disseram que ela tinha que trabalhar essa música. Outra música que tinha muito potencial era sua versão de "Se Você Pensa", de Roberto e Erasmo Carlos, que Patricia chegou a cantar em alguns programas também, sendo super bem recebida pelo público. 

Mas ninguém contava que a divulgação seria interrompida por Patricia começar a fazer sucesso com uma música que nem estava no álbum. Ela foi convidada para gravar uma música para a primeira temporada da novela "Malhação", que fez tanto sucesso, que acabou antecipando o lançamento de um novo álbum. Claro que estamos falando de "Espelhos D'água"... 

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 6

#FICARCOMVOCÊ30ANOS 

Entre músicas para o público dançar, uma única canção essencialmente romântica (ainda que tenha um toque de balada black) se destaca no álbum Ficar com Você: É "Quando Chove", versão de uma música do cantor e compositor italiano Pino Daniele (1955/2015). No Brasil, ele ficou mais conhecido quando Nelson Motta verteu para o português sua canção "E po' che fa", que virou "Bem Que Se Quis", sucesso na voz de Marisa Monte. Quando começou a produzir o disco de Patricia, Nelson resolveu fazer versão de mais uma música de Pino, "Quanno Chiove", que ao entrar na trilha sonora da novela A Viagem, se tornou o maior sucesso do álbum e um dos maiores da carreira dela. 

O casamento entre a música e a trilha foi perfeito: no início da trama, a personagem Diná (Christiane Torloni) vivia um tumultuado casamento com Téo (Maurício Mattar), e em meio à brigas constantes, sentia cada vez menos amor da parte dele. A música passava toda insegurança da personagem de não estar mais sendo amada e de "esperar por alguém que não vai chegar". A novela fez tanto sucesso que já está em sua quinta reprise (está no ar atualmente, inclusive). Foram duas reprises na Globo e três no Canal Viva. E a cada uma ddessas reprises, a música conquista novas gerações de fãs mais jovens, curiosos em saber sobre a cantora de voz linda que canta o tema. 

A música chegou às rádios poucos dias após a estreia da novela, e foi um estouro, disparando logo para os primeiros lugares na parada de sucessos. Aqui no Rio de Janeiro, ela foi várias vezes a música mais pedida da semana, disputando com os sucessos da época. A música tem participação do conceituado produtor musical Guto Graça Mello nos arranjos, e Patricia a interpreta com sentimento e afinação. Não à toa, Nelson Motta disse na época: "Apesar de muito jovem, Patricia também sabe cantar muito bem baladas como 'Quando Chove', tem afinação, bom gosto harmônico, grande precisão nos tempos, um timbre que ainda está se cristalizando. É a melhor voz de sua geração". 

quinta-feira, 23 de maio de 2024

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 5

Na ocasião do lançamento do álbum "Ficar com Você, muitas matérias foram publicadas em jornais e revistas falando sobre o novo visual e estilo musical de Patricia Marx. Veja abaixo algumas (Clique nas fotos para ler as matérias com melhor resolução): 







1) Revista Amiga
2) Revista Contigo 
3) Revista Carinho 
4) Revista Teen
5) Folha de São Paulo 
6) Crítica azeda publicada no Jornal O Dia 

quarta-feira, 22 de maio de 2024

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 4

 #FICARCOMVOCÊ30ANOS Parte 4

As americanas Carole Sylvan e Althea Rodgers ( foto 1) além de participarem como vocalistas em todas as faixas do álbum Ficar com Você e do clipe, vieram ao Brasil para participar dos shows de lançamento e dos primeiros programas que Patricia Marx  gravou pra divulgar o trabalho (entre eles, o programa da Hebe e do Jô Soares). Com a volta da divas para os Estados Unidos, Patricia passou a fazer os shows com duas vocalistas brasileiras, mas tão competentes quanto: as ótimas Graça Cunha  e Izzy Grdon (foto 2)  que participaram de vários shows e programas de TV (entre eles, Programa Livre e Domingão do Faustão, entre outros).




Uma das minhas maiores alegrias como fã (e do Marcos Dias, co-fundador do fã-clube também) foi quando recebemos esse cartão postal de Nova York da Patricia Marx contando as novidades que estavam rolando sobre o álbum Ficar com Você, inclusive falando sobre o clipe que ia gravar no Central Park(tema do nosso post anterior). Imagina minha felicidade quando o cartão chegou na casa que eu morava na época! O cartão foi escrito em 10/02/94 (por engano, ela escreveu 93, mas foi 94 ). 

Pois é, mais de 30 anos se passaram, o fã-clube continua aqui firme e forte e ainda sentimos a mesma felicidade com as surpresas da nossa (eternamente) Paty! ❤️



COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 3

 #FICARCOMVOCÊ30ANOS PARTE 3

Com "Ficar com Você", veio à público uma Patricia totalmente renovada: Nome artístico, visual, estilo, gravadora... Tudo novo! O novo look, mais adequado às músicas dançantes, ficou a cargo da saudosa atriz e modelo Betty Lago (1955 - 2015), que se inspirou na moda de rua de Nova York e no estilo clubber. Os cabelos ruivos e curtos também foram para dar mais modernidade.

Sobre a transformação, Betty falou à Folha de São Paulo em 1994:  "Adorei a ideia de ter que mudar completamente uma pessoa. Ela chegou com uma roupa sem graça e com final de uma permanente no cabelo. Eu achei que precisava radicalizar, mas com simplicidade. Fui responsável por todo o processo de mudança de Patricia".  Em 2021, Patricia postou essas fotos que ilustram nosso post e fez uma homenagem à Betty: "Sempre engraçada, sagaz, inteligente, direta e mergulhada em tudo que fazia. Queria ter sido mais velha (madura) para aproveitar esse momento de outra maneira. Mas tudo no seu tempo. Ela era maravilhosa mesmo assim! Saudades, Betty Lake, como dizia Nelson Motta". 

Betty Lago também participou do processo de direção do videoclipe da primeira música de trabalho, "Ficar com Você", gravado no famoso bairro do Harlem, também em Nova York. A estreia foi anunciada no Jornal da MTV, com um anúncio feito por Gastão Moreira e depois oficialmente por Astrid Fontenelle no programa Pix MTV, no dia 30 de junho de 1994. O clipe foi gravado durante dois dias inteiros, no início de 1994, durante o inverno em Nova York. Há cenas no bairro do Harlem e no famoso Central Park. Na história do clipe, ela anda em um dia com muita neve, até que esbarra com o personagem vivido por Duanne Jackson, e rola um clima entre eles à primeira vista. Ela passa a espiar ele de longe, até que o encontra (propositalmente?) cantando na igreja. O local escolhido para gravar essas cenas foi a igreja batista Mount Moriah, do qual ele realmente participava cantando no coral. O clipe contou também com cenas em preto & branco no estúdio e de Patricia com as vocalistas americanas que cantaram no álbum, Carole Sylvan e Althea Rodgers, além de contar com cenas do comecinho da carreira, como caloura no Chacrinha. Outra curiosidade é que logo depois, Madonna também gravou um clipe no bairro do Harlem, com a música "Secret", o que levou Patricia a brincar na época dizendo "Eu fiz primeiro!"

Já o sobrenome Marx veio porque ela não queria mais ser conhecida apenas como "Patricia", precisava de algo a mais que a diferenciasse. Um dia brincando com o seu sobrenome Marques em uma folha, rabiscou um X e acabou tendo a idéia do Marx. Além disso, era um bom nome para uma futura carreira internacional, que ela já almejava. 

Os shows de lançamento do álbum foram na badalada Resumo da Ópera , em São Paulo nos dias 15 e 16 de junho de 1994, aberto ao público, mas também com a intenção de mostrar o novo trabalho à imprensa. 


terça-feira, 21 de maio de 2024

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE DOIS

 #FICARCOMVOCÊ30ANOS PARTE 2

A princípio programado pra ser lançado no final de 1993, o álbum "Ficar com Você" acabou sendo adiado pra março de 94, inclusive com esse anúncio sendo publicado em uma revista promocional de shows sinalizando essa data. Porém, ele só chegou às lojas mesmo em maio de 94 (aqui no Rio, chegou exatamente no dia 25/05). Lembro de quando estava perto de sair, eu ia às lojas todos os dias perguntar e até ligava pra outras lojas mais distantes, mas a resposta era sempre a mesma, que estava previsto pra chegar em breve. Até que em uma ligação para a Polygram, veio a resposta tão esperada: "Vamos entregar nas lojas hoje". No horário do almoço do trabalho, corri na loja mais próxima e o que ouço de longe? A voz inconfundível cantando "Se você pensa que vai fazer de mim... ". Nem consegui acreditar e claro, comprei na mesma hora! (Loucuras de um fã adolescente, na época rs).

A essa altura, os dois primeiros singles do disco já estavam tocando nas rádios e fazendo muito sucesso: a música "Ficar com Você" já tocava desde meados de abril, principalmente nas rádios pop/ dance, e "Quando Chove" começou a tocar nas rádios mais populares poucos dias depois da estreia da novela A Viagem, em 11/04, onde foi ouvida pelo público pela primeira vez), logo conquistando espaço entre as músicas mais tocadas. Patricia Marx estava voltando com tudo! 

A parceria com Nelson Motta para produzir o novo álbum começou em um encontro que Patricia teve com ele em um show de Leila Pinheiro no SESC Pompéia (em julho de 93). Ela falou da admiração que tinha por seu trabalho e que queria trabalhar com ele no álbum que estabeleceria sua virada de um repertório adolescente para um trabalho mais maduro. O jornalista, compositor e produtor musical tinha no currículo vários feitos como revelar o talento de Marisa Monte, criar o grupo As Frenéticas, além de ter produzido trabalhos importantes de nomes como Lulu Santos, Sandra de Sá, e produzido shows de Djavan, Elba Ramalho e da própria Leila Pinheiro, entre outros. Era o nome certo para revitalizar a carreira de Patricia. 

Só que naquele instante, Nelson estava morando em Nova York, mas Patricia não desistiu! Investiu em uma viagem com o pai para a cidade, com algumas músicas que pretendia gravar, além de uma fita VHS com alguns momentos de sua carreira, incluindo seu início como caloura mirim em programas do Chacrinha e Silvio Santos. Ele adorou, e inclusive decidiram incluir a primeira música que cantou no programa do "Velho Guerreiro" no repertório do disco: "Deixa Chover", música lançada por Guilherme Arantes, em 1981. Outra música que ela cantou pequena, mas no programa da Xuxa (Clube da Criança, na TV Manchete) também entraria no álbum: "Canta Brasil" que foi sucesso na voz de Gal Costa, também em 1981. 

Além de "Deixa Chover" e "Canta Brasil" (como visto no post anterior), a seleção final do álbum trazia ainda releituras de músicas de Tim Maia ("Gostava Tanto De Você"), Roberto Carlos ("Se Você Pensa"), Rita Lee ("Mutante") e o grupo símbolo do rock dos anos 80, Blitz ("O Tempo Não Vai Passar"). Patricia ainda trouxe músicas que não havia conseguido gravar em seus discos anteriores na BMG e que combinavam com o trabalho, como uma inédita dos Titãs ("Eu Prefiro Correr"), o funk feito por Scowa e Carlos Rennó ("Sem Preconceito") e "Dinheiro", música gravada por Cláudio Zoli em 1991. A exemplo do que fez com Marisa Monte (que estourou no Brasil com uma versāo feita por ele para uma música de Pino Danielle, o hit "Bem Que Se Quis"), Nelson fez outra versão de uma música do compositor italiano, "Quanno Chiove", que virou "Quando Chove". Patricia também queria gravar uma versão da música "I Wanna Be Where You Are" e já tinha pedido para vários compositores, mas nenhuma ficou do jeito que ela queria. Nelson resolveu: fez a ótima versão "Ficar com Você", que também foi incluída e escolhida como faixa título do álbum. No fim do processo de escolha do repertório, foram para o estúdio de Tuta Aquino, produtor também brasileiro, fazer umas demos para sentir como ficaria o resultado. Depois de alguns meses de preparação, o disco foi gravado nos estúdios Prime Cuts e Soundtrack (NY), Mosh (SP) e Mega (RJ).

Enquanto isso, Nelson e Patricia assinaram com a gravadora Polygram para fazer a distribuição e divulgação do álbum no Brasil. O resultado final foi um álbum bem pra cima, quase que totalmente de músicas dançantes, que misturava bases eletrônicas internacionais com levadas e percussões brasileiras, com um repertório que trazia, em sua maioria, canções super conhecidas da MPB, modificadas para um estilo mais moderno e adequado à idade de Patricia na época. Sem dúvida, uma nova e surpreendente Patricia estava sendo apresentada ao público. Não à toa, até o nome artístico agora seria diferente: Patricia Marx. 


segunda-feira, 20 de maio de 2024

COMEMORANDO OS 30 ANOS DO ÁLBUM FICAR COM VOCÊ PARTE 1

#FICARCOMVOCÊ30ANOS PARTE 1

Maio é mês de comemoração: Durante essa semana, teremos uma série de postagens pra celebrar os 30 anos de lançamento do álbum "Ficar com Você", um dos álbuns mais importantes da carreira de Patricia Marx e que simbolizou sua primeira grande virada na carreira. Vamos começar contando algumas histórias de antes do lançamento do disco...

Com a saída de Patricia da gravadora BMG, as especulações sobre o seus novos rumos foram ficando cada vez mais fortes. Após o lançamento do CD Neoclássico cantando MPB e bossa nova (inicialmente pensado somente pra sair no Japão, mas que saiu com poucas cópias pela gravadora independente Cameratti aqui no Brasil), ela queria fazer um trabalho mais pop e dançante, coisa que ela já fazia em seus shows. "O meu repertório era romântico, mas eu sempre colocava músicas de Madonna, Michael Jackson e Prince nos meus shows, porque eu queria dançar, estar em movimento. Fiz balé durante dez anos, a dança está em mim. Queria exporar esse lado", dizia em entrevistas na época. 

Já no início de 93, em sua coluna RB Urgente no jornal O Dia, o jornalista e produtor musical Ronaldo Boscôli publicou: "A cantora Patricia, que está gravando seu novo disco, inclusive com uma composição de Ivan Lins de vinte anos atrás, está pensando entre Liminha e Nelson Motta para ser o seu produtor" (foto 1 do post). No fim, a tal música do Ivan Lins acabou nem entrando no repertório do disco... só eu fiquei curioso pra saber que música era essa?

Mais tarde, com a confirmação que seu disco seria feito com Nelson Motta, pipocaram algumas notas sobre a mudança de nome artístico e estilo musical, como essas publicadas  na Revista Contigo (foto 2) e no Jornal do Brasil (foto 3). Por fim, Patricia foi fotografada com os cabelos mais curtos em um show de Tom Jobim no Palace, em 27/09/1993 (foto 4), revelando que também estaria com novo visual no seu novo álbum.